segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Bonner cansado, candidatos chutando o balde e Bolsonaro amarelou



Por Eduarda Prawucki

O Centro está disseminado e os votos se resumem em PT e anti-PT. Como o jornalismo influencia a opinião pública mais do que a publicidade, esperávamos que o último debate pré eleição seria decisivo, mas não foi o que aconteceu. No dia 4 de outubro, três dias antes da eleição, a Rede Globo realizou um debate entre os candidatos à presidência da república mais bem colocados nas pesquisas eleitorais. Porém o candidato Jair Bolsonaro do PSL, não compareceu. Segundo o presidente do partido (PSL), Gustavo Bebianno, a restrição é uma recomendação médica.

No entanto, no mesmo dia (4) a Rede Record exibiu no mesmo horário do debate eleitoral da Globo, uma entrevista de aproximadamente 26 minutos com Bolsonaro. Convenhamos que a entrevista foi mais confortável, por ser na casa do candidato e o jornalista Eduardo Ribeiro fez réplicas leves para Jair. Houve nitidamente um interesse da Record em alavancar seu candidato e de Bolsonaro, por não ter que enfrentar os demais oponentes no debate.

Com ou sem Bolsonaro o debate aconteceu. Apenas o centro e a direita no páreo. Visivelmente Alckmin, Ciro, Marina e Meirelles falavam a mesma língua, ou tentavam pelo menos. Haddad e Boulos atacaram Bolsonaro e criticaram o fato de ele não ter vindo ao debate. Alvaro Dias, do Podemos, praticamente se recusou em falar de promessas, pois afirmou que o Brasil precisa primeiro acabar com o sistema corrupto. Houveram faíscas entre Haddad, Alvaro e Marina, no qual o centro atacou o petista com acusações de corrupção.

Por Henrique Meirelles, do MDB, ter trabalhado no governo de Michel Temer, como o principal nome da equipe econômica responsável pela teto de gastos e a reforma trabalhista e no governo do PT como presidente do Banco Central, os demais candidatos o acusaram de corrupção. O candidato se ofendeu pela fala de seus concorrentes e chegou a pedir direito de resposta, avaliado e concedido pela produção do debate. No pronunciamento Meirelles afirmou que não é alvo de nenhum processo. "Nesse festival de delações e denúncias, meu nome nunca foi citado, meu trabalho não diferencia de um governo para o outro", afirmou.

Como a internet não perdoa, o que mais se destacou no debate não foi nenhum dos candidatos e sim o mediador William Bonner Isso mesmo, o editor-chefe e apresentador do Jornal Nacional, afirmou estar cansado e esqueceu de sortear temas para discussão no debate, solicitou o pronunciamento de candidatos dos quais já haviam encerrado seu tempo de fala, entre outras gafes. A candidata Marina Silva, da Rede, não perdoou. A cada deslize do apresentador, Marina expressava em tom de ironia “Jornalistas…”. Em rebate William afirmou "A culpa é só minha, não dos jornalistas".  Mas Bonner acabou levando na brincadeira e declarou: "Segundo erro da noite. Eu vou fazer um ranking com meus erros".

sábado, 6 de outubro de 2018

Os cuidados na hora de escolher seus candidatos



Por Eduarda Prawucki

Apesar da desmotivação da população brasileira em sair do conforto de suas casas para votar em candidatos, em sua maioria desinteressantes, não temos outra saída. Se votarmos em branco, nulo, ou justificar e não votar, mesmo assim alguém será eleito. Goste ou não. Por isso, o Politicalidade separou algumas dicas para você escolher de forma coerente os seus candidatos favoritos. Confira:


Não é o correto, mas como estamos falando de política no Brasil, nem tudo que os candidatos falam é o que realmente será aplicado caso ele seja eleito. Por isso, é imprescindível que você leia os planos de governo de cada um e não apenas o do seu candidato. Comparar as ideias dos políticos só faz com que a sua opinião fique mais concreta.

Assista a todos os debates

Não deu tempo de assistir os debates ao vivo? A Internet está disponível para isso. Separe um tempo no final de semana e escute os debates realizados pelas emissoras de rádio e assista os produzidos pelas emissoras de televisão. Debates só irão fortalecer o seu conhecimento sobre as ideologias do seu candidato preferido. Podendo concluir se ele está falando sempre a mesma coisa ou se contradiz e até mesmo se ele fica muito nervoso em determinadas perguntas, o que pode demonstrar insegurança em assuntos específicos. Assistir várias entrevistas, inclusive antigas, ajudarão você a formar uma opinião profunda e embasada sobre o candidato.

Pesquise seu passado

Atualmente as notícias são esquecidas muito rapidamente pela população, mas felizmente o Google possui mecanismos de busca muito eficientes. Se você escrever o nome do candidato no Google e rolar para baixo, sem dúvidas terá notícias antigas divulgando se o político já foi investigado pela polícia. Claro, não fique apenas nos títulos, abra as matérias e leia com atenção. Os famosos ‘caça-cliques’ com manchetes sensacionalistas sobre personalidades é o que não falta. Cuidado!

A eleição não é apenas para presidente

Não fique apenas focado em pesquisar sobre o presidenciável. Governador, Senador, Deputado Estadual e Deputado Federal estão na lista dos votos da disputa nas Eleições de 2018. Apesar da mídia enfatizar apenas a candidatura dos presidenciáveis, existe muito conteúdo sobre os demais cargos a serem disputados.

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Lava Jato: O que não passou nos jornais


Com mais de um milhão de telespectadores, o filme "Polícia Federal - A Lei é para Todos" mostra o que não passou nos jornais sobre a Operação Lava Jato. O filme estreado no dia 07 de setembro de 2017 retrata do início da Operação da Polícia Federal até março de 2016.


Como o próprio subtítulo afirma: “Os bastidores da Operação Lava-Jato”, o filme mostra como a Polícia Federal chegou aos fatos, que depois viraram manchetes.


A ideia de fazer o filme foi do produtor Tomislav Blazic, que se preparava para fazer um filme sobre tráfico de drogas e armas, mas a Operação Lava Jato surgiu logo em seguida. “Evidentemente chamou minha atenção pelo volume de dinheiro envolvido e a corrupção, em minha opinião, deveria ser contada ao público, para que a sociedade possa refletir”, conta Tomi.


O thriller policial foi dirigido por Marcelo Antunez, o mesmo diretor de “Até que a Sorte nos Separe 3”, “Um Suburbano Sortudo” e “Qualquer Gato Vira-Lata 2”.


Com o orçamento de R$ 15 milhões de reais, o filme foi patrocinado por empresários que não tiveram suas identidades reveladas. Além das distribuidoras Downtown Filmes e Paris Filmes, o longa-metragem conta com a colaboração inédita e exclusiva da Polícia Federal, a qual conferiu acesso a detalhes dos bastidores da operação e autorizou o uso de seu logotipo.


Marcelo Serrado interpreta o Juiz da 13ª Vara Criminal Federal de Curitiba Sérgio Moro, o qual foi um dos primeiros a assistir ao filme. Flávia Alessandra interpreta Beatriz, inspirada na delegada da Polícia Federal Érika Marena, que batizou a Operação.


Segundo Marcelo Antunez, os demais investigadores não foram intitulados no filme, pois foram coletados relatos de vários e não seria possível mencionar todos, e isso os levou a criar personagens fictícios.


A narrativa é contada pelo delegado Ivan, interpretado pelo ator Antonio Calloni, que coordena a Operação Lava Jato em conjunto com o Ministério Público Federal. A operação começa a dar resultados quando, interpretado por Roney Fachini, o engenheiro Paulo Roberto Costa, na época diretor de Abastecimento da Petrobras, foi o primeiro grande delator da operação. Quando Paulo foi preso, corria o risco de sua esposa e filha serem presas também, pois estavam envolvidas no esquema de corrupção. Em uma visita à cadeia, sua filha pede para que ele conte tudo que sabe a PF em troca de uma delação premiada.

Além da trama estar focada na Operação, o filme mostra a vida pessoal de Júlio César, representado por Bruce Gomlevisky, que no auge das investigações acompanha sua mãe em quimioterapias.  


Ary Fontoura interpreta Luiz Inácio Lula da Silva, que aparece no final do filme, quando é retratada a abordagem da Polícia Federal para a sua condução coercitiva ao Aeroporto de Congonhas. A cena demonstra o cuidado que a PF teve em não “vazar” para mídia que Lula estava sendo levado, afinal no final de seu mandato, ele saiu da presidência da república com 87% de aprovação do público, segundo Pesquisa da Sensus.

Ao final do filme aparecem vídeos que ficaram populares na mídia como, por exemplo, o do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que em pronunciamento feito na sede do Partido dos Trabalhadores em São Paulo disse: "Se quiseram matar a jararaca, não bateram na cabeça, bateram no rabo" e termina com o título: Polícia Federal - A Lei é para Todos 2.

segunda-feira, 14 de março de 2016

Resenha: Ciades de Papel - Livro vs Filme

Olá Pessoas!

    Então, hoje vou abordar um assunto que nunca abordei antes (mas que tem grande chance de entrar para programação do blog), que é resenha de livros/filmes. Costumo resenhar apenas produtos de maquiagem, porém, hoje, vou ampliar um pouco o conteúdo.
    Para estrear este post de resenha, venho falar sobre Cides de Papel! Esse livro foi lançado em 2008 (pois é, já tem 8 anos de idade), porém só li o livro no final de 2015. Estava extremamente ansiosa para finalizar a leitura para poder assistir o filme que foi lançado no segundo semestre de 2015 (aqui no Brasil). Amei a leitura, como já mencionei em vídeos, para que eu finalize um livro a história tem que me prender muito. Entretanto, esse não foi o único motivo para que finalizasse o livro. Nunca havia lido um livro de história, onde o narrador fosse homem. Sim, é um menino que narra em primeira pessoa. Eu, como mulher, acho muito interessante saber sobre um romance sem ser contado por outra mulher, assim como a maioria dos livros de romance tem como narrador, uma mulher.
   Bem, comecei a gostar do livro desde o começo. Geralmente os livros começam, levemente, monótonos para a ação chegar na metade, entretanto nesse livro já começa a ação logo no começo, torna-se levemente monótono no meio e segue com mais capítulos de ação no final. O que ajuda muito a prender o leitor.
   Como já falei sobre dicas de como o livro é bom de ler, agora vou abordar rapidamente a história, sem muitos spoilers, prometo!
   O livro fala, em minha opinião de paixão platônica, onde Margo e Quentin tem uma amizade sincera de criança, porém quando eles crescem, continuam vizinhos e estudando na mesma escola, entretanto não se dirigem mais a palavra, até que uma noite ela pula a janela de seu quarto e lhe pede um favor, que ele acata, onde começa a "ação" que descrevi acima. Então, diante de acontecimentos Margo desaparece e aí começa uma procura de Quentin que acaba idealizando Margo como a mulher perfeita, onde, bom, sabemos que John Green não é tão fictício e bonzinho em suas publicações. Bom, não vou mais descrever, pois já estou dando muitos spoilers.
   Minha intenção final: leiam. Eu sou muito difícil de me prender em histórias, então se cheguei a concluir o livro, ele não é apenas mais um livro onde tudo acaba em felizes para sempre. (Apesar de eu amar quando tudo acaba bem).


     Anteriormente como mencionei, comecei a ler o livro por vontade de assistir o filme, então com o livro concluído fui alugar o DVD (sim, ainda alugo DVD). Confesso que criei expectativas enormes para com o filme, pois já imaginava as cenas fofinhas lendo o livro, no filme então, acreditava que seria uma explosão de fofuras. Porém, não foi bem assim. As cenas onde eram descritas com maiores detalhes no livro foram cenas que passaram batidas no filme. E como toda adaptação de livro para filme, várias partes foram cortadas, entretanto, em minha opinião poriam ter detalhado mais cenas e acrescentado algumas cenas importantes do livro e as cenas passadas no filme poderiam ter passado mais batidas pelo filme (não sei se deu para entender muito bem, mas é isso kkk).
    Bom, vamos falar do final (spoiler alert). O QUE FOI ESSE FINAL BRASIL? Nada à ver com o livro, foi adaptado totalmente sem necessidade. Por quê? O final do livro foi bem mais bonito. Ele não ficou em Agloe (nome da cidade onde se passa o final) brigado com os amigos, o jeito que ele à encontrou foi totalmente diferente. Durante o filme eu já estava decepcionando-me, mas o fim foi o veredito final para que eu o criticasse. Odiei, e até agora estou pensando no dinheiro que gastei alugando o DVD. :(
    Então pessoas, foi isso! Vou deixar bem claro que essa é a MINHA opinião, teve gente que gostou, mas pra mim realmente não foi satisfatório. Leiam o Livro, esse vale a pena!
Um beijo e até a próxima.

domingo, 1 de fevereiro de 2015

Tomando Isotretinoína (Roacutan) - 4º mês

Olá pessoas!!!!

Então hoje eu estou aqui para fazer o update do meu 4º mês tomando roacutan. Confesso que ainda não estou muito contente com o resultado, masss se você quer saber tudinho é só apertar o PLAY...



Um beijo e até a próxima!

#EncontrinhoJana&amanda

Olá pessoas!!!!

Hoje eu venho aqui para mostrar para vocês como foi o encontrinho da Jana Taffarel e da Amanda Domenico! Foi muito legal, deu para bater altos papos com as duas! Fora as outras meninas que encontrei por lá!
Decidi gravar um vlog para deixar tudo registrado! Espero que gostem. É só apertar o PLAY...



Abaixo deixo umas poucas fotos que tirei no encontrinho:




A Jana e a Amanda também fizeram um vlog, se alguém se interessar é só dar o PLAY...



Espero que tenham gostado, um beijo e até a próxima!!!!


Tutorial: Coque Rosquinha

Olá pessoas,

Então hoje eu venho mostrar para vocês um tutorial, onde mostro como fazer o famoso com que rosquinha! É muito fácil, prático e rápido. Perfeito para qualquer ocasião! Quer aprender como faz? Então aperta o PLAY...



Espero que tenham aprendido, um beijão e até a próxima!!